Livros para entender a Independência do Brasil

Dom Pedro I dividido entre 2 mulheres

Sexo, traição e morte fazem parte do processo de independência do Brasil. Dois livros destacam esta época da nossa história de uma maneira “gostosa”.
Você começa a leitura e não consegue parar  porque se encanta com a maneira descontraída usada pelos escritores para falar de um assunto que para muitas pessoas é muito chato.
Em um dos livros você se depara com as loucuras de Dom Pedro e sua amante a marquesa de Santos. Ao mesmo tempo é impossível não ficar indignada com o sofrimento que o príncipe regente causa a princesa Leopoldina.
Estou falando de “A Carne e o Sangue – a Imperatriz D. Leopoldina, D. Pedro I e Domitila, a Marquesa de Santos” da historiadora Mary Del Priore.


A obra narra a vida complicada de Dom Pedro, um homem apaixonado pela decidida e fogosa Domitila, mas casado com a princesa generosa, inteligente e triste Leopoldina. Sem saber o que fazer da sua vida amorosa, ele teve que decidir os rumos da politica brasileira.


O outro livro é “1822”e faz parte da trilogia escrita pelo jornalista Laurentino Gomes formada pelos títulos “1808” (vendeu mais de um milhão de exemplares em todo o país) e “1889”.
Em “1822” você vai descobrir que aquela historinha cochichada pelos alunos  na aula de História do Brasil é verdadeira. Dom Pedro não estava em um cavalo maravilhoso quando gritou “Independência ou Morte”. Ele estava com dor de barriga acompanhado de uma “bela besta baia” e coberto pela lama e poeira da estrada, idêntico a qualquer cavaleiro que enfrenta a estrada.
Dois livros imperdíveis para você entender a Independência do Brasil e ainda se divertir muito com nossas peripécias históricas. Bom feriado.

(Originalmente postado no A CidadeOn)