Bruxas de ontem e de hoje: das más as boazinhas

O Dia das Bruxas chegou e eu não poderia ficar de fora da festa. Quando eu era menina, bruxa era aquele ser horrível e maléfico que destruía vidas. Sabe de quem em me lembro desta época? Uma delas era a minha professora de Matemática. Não falo o nome dela nem com tortura.


Você se lembra desta bruxa? Ela é a madrasta da Branca de Neve. Fiquei aterrorizada durante anos com esta imagem. Como eu odiava quando ela oferecia a maçã envenenada para a princesa


Gente, esta é a maga Patológica. Eu era uma devoradora de gibis e Maga morava em Patópolis e queria de qualquer jeito roubar a moedinha número um do tio Patinhas. Que nostalgia. Sabia que o criador dela, Carl Barks, se baseou na linda atriz Sophia Loren para criar o personagem??


É claro que a madame Mim também fez parte do meu universo juvenil. Uma bruxa com cara de mal, mas até que é simpática. Ela mora com a Maga Patológica.

Bruxas atuais

Os tempos mudaram e hoje as bruxas podem ser más ou boas. Algumas delas, por sua bondade, estão no meu coração.


Minerva Macgonagall é professora e diretora em Hogwarts. Ela está sempre por perto quando precisam dela. Minerva também é capaz de se transformar em um gato cinza. Amo demais esta bruxa.


Angelina Jolie interpretou Malévola em uma nova versão cinematográfica sobre a Bela Adormecida. Fiquei apaixonada e ela se tornou minha bruxa preferida de 2016.

Existe bruxa mais chique, mais linda, mais tudo que Regina??? Não existe. Mesmo quando ela está fazendo maldades a gente torce por ela. Queen Regina, da série Once Upon Time, interpretada por Lana Parilla, é insuperável.
Estas são as bruxas do meu coração. Boas ou más elas me trazem boas lembranças. Quais as suas???